domingo, 30 de agosto de 2015

MAGNETISMO

Resultado de imagem para magnetismo


Ao redor do Planeta Terra, há uma camada chamada Ionosfera. Esta é carregada de polaridade positiva. A superfície da Terra é negativa.

Quando ocorre uma tempestade, a aproximação desses dois elétrons, um positivo e o outro negativo, provoca raios de descargas elétricas.

A temperatura de um raio é duas vezes a temperatura do Sol. Para se ter ideia, se um raio cair num eucalipto, este é vaporizado, sumindo sua água numa fração de segundo.

Essa descarga eletromagnética é a que permite a vida na Terra, porque obedece a um fluxo de energia que envolve o planeta em duas direções: Leste-Oeste, Norte-Sul.

Essas linhas eletromagnéticas se cruzam em todo lugar; de qualquer ponto que você esteja, encontra o Norte, e localiza-se o cruzamento destas duas linhas Norte-Sul e Leste-Oeste. 

Em algum lugar e em todos os momentos, está havendo essas descargas eletromagnéticas. Isso é permanente e envolve todo o planeta, pois senão a vida na Terra cessaria.

Há também outras fontes, por exemplo: uma lâmpada acesa por energia elétrica, a qual é gerada através do eletro magnetismo da água.

Numa turbina existem ímãs que, num processo de rotação, geram um campo eletromagnético, que é transformado em energia elétrica. É invisível, porém existe. Você pode transformá-la em energia mecânica, e em energia eletromagnética.

Essa energia eletromagnética está presente em todos os lugares do planeta e nunca cessa. Como exemplos: no relógio há o cristal de quartzo; no computador, a informação é gravada num disco eletromagnético; na televisão e no rádio a transmissão é eletromagnética.

Conclui-se: o eletro magnetismo envolve a todos e permite a vida, sendo conduzido pelo ar.

Você entra em contato com essa energia eletromagnética quando ouve alguém, porque o cérebro, com seu formato e suas reentrâncias, é uma antena que capta eletro magnetismo.

Mas há uma outra experiência, muito próxima e sutil: você sente atração ou repulsão por pessoas.

Isso é eletro magnetismo. Há momentos em que fica difícil diante de um sentimento de repulsão. E aquela mesma pessoa, num momento seguinte, desperta um sentimento de atração.

Observe: você carrega-se de polaridades diferentes em cada momento, em cada ambiente.

Você muda de polaridade, e isso acontece porque todo ser humano é um ímã, que se polariza da energia à sua volta.

Quando você vê uma pessoa bonita, há um magnetismo, há uma atração.

Ao assistir televisão, a sua mente capta o eletro magnetismo que envolve o seu corpo todo.  Este até tem a sua inteligência própria, as suas defesas, mas está dentro de um corpo magnético, à mercê dessas ondas.

Você é, portanto, um ser eletromagnético e sofre influências do meio, porém pode mudar essa magnitude à sua volta.

Sendo um ser magnético, pode se guiar para onde quiser, só compreendendo essas energias.


Se você compreender essas energias, terá saúde.


Texto extraído do livro Dons.

domingo, 16 de agosto de 2015

PEDIR


Resultado de imagem para PEDIR A DEUS



Estar com Deus, dedicar o seu tempo a Ele para pedir, é ruim. Você pede em oração, e é atendido, porém não entende a assistência recebida.

Na sua oração, você pede um carro novo, e pensa não ter sido atendido.

E você é intuído por Deus em um questionamento: “para que você quer um carro?”.

Você não quer saber, só está pedindo o carro.

O atendimento vem. Só que o atendimento de Deus não é dar o carro, é fazer você compreender para que o carro.

Pois não há nada, que você tenha pedido em oração, que não tenha sido atendido.

Quando fizer um pedido, faça-o sozinho, e espere para ver como vai ser atendido.

Quando criança, você tinha uma relação com Deus para pedir, e sempre foi atendido. Nessa época, você não sabia o porquê, só queria. O porquê era aquilo que lhe proporcionava prazer.

Você cresceu e continuou do mesmo jeito. Não conseguiu uma análise profunda do “para quê?”.

Nessa situação, Deus nega para protegê-lo e você fica de mal com Ele.

O problema não está no plano espiritual que o assiste, e sim, está em você entender como é que funciona este intercâmbio.

Ocupado dos seus conflitos, das suas dúvidas, ou das próprias tragédias, você não acredita mais, perdeu muito da fé, da crença, do crer. 

Texto extraído do livro: Dons.




domingo, 26 de julho de 2015

CONTROLE DA MENTE



A mente trabalha com visões, com imagens, nas quais você simplesmente acredita, sem tentar deliberar sobre elas.

É por isso que você cria fantasias; imagina e acha que é real. Observe o seguinte: é impossível pensar sem estabelecer uma conversa consigo mesmo. Um pensamento intelectualizado é um diálogo mental. Este é um elemento decisivo.

Você só está imaginando, e delirando. Há muitas pessoas que acreditam em fatos reais apenas para elas, perdurando por gerações: histórias dos avós, dos pais, de si mesmo. E nunca pararam para se perguntar porque.

Há muitos pensamentos, na maioria negativos, a persegui-lo. Você não quer pensar, mas não consegue parar. São os pensamentos recorrentes.

Quando tiver um pensamento indesejado, não se negue, observe esse pensamento. Você não ficará mais     escravo dele. 

Há muitas vontades e desejos existentes na sua imaginação, porém você sabe que não vai alcançá-los. Mas, insiste em gastar energia nisso. Você é absolutamente poderoso, mas não pode com sua mente.

Quando estabelece este diálogo no campo das idéias e transforma-o numa história real, veja o que acontece. É possível controlar a mente, mas demanda tempo.

Ninguém sabe o que vai acontecer no próximo minuto, não tem acesso. Pode imaginar, mas precisa esperar para ver o que vai acontecer. Só a mente traz essa tranqüilidade de imaginar como será o dia de amanhã.

Experimente começar a conversar, racionalmente, com você. Não se deixe levar mais pelo que você imagina como certo. Fique espectador do filme de sua imaginação.

Há, porém, um senão. A mente só lhe dá duas respostas: é ou não é. Deus limitou a mente humana com essa capacidade para você não complicar ainda mais a vida.

Intelectualizar é ter duas respostas; o diferente disso, é sentir.


Texto extraído do livro: Virtudes.




domingo, 19 de julho de 2015

A FALA É MANIFESTAÇÃO DIVINA

Resultado de imagem para FALAR

A possibilidade de falar, de usar a linguagem para a comunicação entre os semelhantes, é o que há de mais Divino no ser humano.

Se Deus mora no corpo físico, os órgãos da fala propiciam a sua manifestação. Desde a condição animal, que emite grunhidos, essa prática é a manifestação de um sentimento. Ninguém consegue falar, sem antes pensar.

Quando a sua capacidade de falar é recurso dos seus pensamentos, você fala e ninguém mais ouve, há um descrédito.

Entretanto, se você manifesta a fala com sentimento, acontece o contrário: todos ficam atentos a ouvir.

Quando você fala o que não estava sentindo, impregna-se dessas palavras. Por isso, recorda-se das promessas mal cumpridas.

Porém, quando fala o que sente, a palavra por si só basta; há uma comunhão. Quando faz uma promessa com sentimento, quer realizá-la o mais depressa possível.

Para alcançar pensar com as suas emoções, é só começar a observar o meio a sua volta, aprimorando os seus sentidos.


Livro: Virtudes.


domingo, 12 de julho de 2015

GUARDIÃO DE DEUS


Resultado de imagem para luz
    
Um fato que é o único caminho: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei. E amai ao próximo como a ti mesmo.”

Amar o outro é resistência, é aguentar.

Porque quando alguém lhe é agradável, educado, dócil, o amor está na mesma medida da retribuição, que é o mínimo que se tem a fazer.

Entretanto, resistir é não dizer o que você sabe que o outro precisa ouvir, porque tornaria o mal maior.

Isso não é ser conivente, é agüentar o desaforo do outro. Você vence, porque o algoz esvazia-se.

Imagine se para compreender, para transcender, fossem necessários todos os métodos criados como exercício de superação no campo da matéria, muitos não alcançariam.

Então, Deus colocou como condição para reconhecê-Lo, o que todos podem, sem exceção. Ele dividiu tudo igualmente: o planeta, os continentes, o movimento dos elementos, para que você tenha a mesma parte de qualquer pessoa no planeta. E não há privilégio algum; pois na média, todos têm de maneira equânime.

Deus colocou você como guardião desse grande reino, como rei para cuidar de tudo. Você se apossou desse Deus que é você.

Isso foi o fato mais importante da sua vida. Apossar-se desse poder divino que você tem. E você concebeu isso, quando foi capaz de pensar.

O grande equívoco é você acreditar ser o único, não reconhecendo que o outro também é Deus. Com isso, criaram-se as disparidades de natureza material.

Com essas disparidades, entende-se que o outro conseguiu. Então, você também pode. E não há uma conquista alcançada, sem que você não tivesse pensado ou manifestado sua inteligência, que é um poder divino.

Enquanto guardião, é necessário estar com Deus e entender que o outro também é merecedor.


Texto extraído do livro: DONS.




domingo, 5 de julho de 2015

CRÉDITOS ADQUIRIDOS

Resultado de imagem para doação


Quando você doa algo àquele que está necessitando de ajuda é uma relação de troca real. Você dá aquilo que já recebeu.

Quando se doa cesta básica, acaba-se doando algo que não recebeu apenas uma vez, mas sim, o que recebeu o ano inteiro.

Aquele que recebeu a cesta não tem como lhe pagar. Assim, Deus se apresenta, pois você não pode ficar em débito na manifestação de agradecimento da pessoa que diz: “Que Deus lhe abençoe!”

Essas bênçãos, testemunhadas nas falas das pessoas beneficiadas, são divididas para todos aqueles que contribuem com o trabalho de caridade.

O que cada um vai levar consigo é essa bênção. Aproveite-a e traga-a para si, buscando a sua melhora.

Não adianta se valer das orações quando você está enfermo. Tem-se a impressão de que nessas ocasiões de necessidade, Deus não está ouvindo o seu pedido. Entretanto, quando se chega nesse ponto, é uma ação da Lei de Causa e Efeito. Não há nada que se possa fazer, a não ser esperar pelo término da experiência. É importante relembrar que esta não é necessária se você, de alguma maneira, apropriar-se dessa experiência e se melhorar.

Essa é a verdadeira oração; o que lhe preenche e lhe dá forças para melhorar, progredir, crescer, enfim, evoluir.

Se a sua necessidade é de natureza material, é com o bem material que você retribui. É bom estar na condição de ser capaz de doar aquilo que já recebeu. E essa doação é para sustentação de uma vida física.

Deus não fica em débito com ninguém. Aquele que doa é um grande credor, é aquele que crê em Deus. Com isso, tem muitos créditos.

Busque, sempre que possível, de fato, ajudar alguém que possa lhe abençoar.

Aqueles que recorrem das bênçãos para retribuir, o fazem porque não têm como pagar. Essa é uma ajuda válida.

Esses são os valores, os talentos, que irão fazer a diferença na hora de rogar e clamar a Deus. São os créditos.


Comece a doar o que recebeu. 

Texto extraído do livro:  Amor.


domingo, 21 de junho de 2015

SOBRE O PENSAR

Resultado de imagem para mulher pensativa


Não há como não pensar, deter o fluxo dessa atividade cerebral durante a vigília.

É por isso que você dorme: a natureza provê o sono para o refazimento do corpo físico, para o descanso. 

Pensar gasta muita energia. O cansaço físico é resultante do pensar; a atividade física não cansa, muito pelo contrário, revigora e fortalece.

É impossível pensar sem conversar consigo mesmo. 

Este processo é tão rápido que você nem sequer percebe.

Não é verdade que você toma uma atitude sem pensar. Você conversa muito com você antes, e se faz, é porque quer.

O intelecto é uma condição humana. Os animais possuem instinto, um quadro de emoção bem desenvolvido, e até melhor que o nosso, mas não pensam e não possuem intelecto. Eles aprendem por condicionamento.

Ao se chegar na condição humana, alcança-se o pensamento, que proporciona o livre-arbítrio.  

Não existe nenhuma atitude que você tenha cometido por livre-arbítrio ou não, sem antes ter pensado. Tudo se inicia no pensamento. Você pode até ter materializado, mas começou no pensamento.

Então, o ato de pensar é uma conversa com você mesmo; e nesse estado é possível corrigir muitas coisas.


Texto extraído do livro: Virtudes.